24 de março de 2021

Por Bruno Romani – O Estado de S.Paulo

Ex-SoftBank quer investir em até 15 startups com fundo de US$ 80 mi

Depois de dois anos no SoftBank, André Maciel mira ‘voo solo’ e funda a própria gestora; foco será em aportes de até US$ 10 milhões.

Durante dois anos, André Maciel foi a ‘cara’ do SoftBank no Brasil. No período, o grupo japonês fez 25 investimentos em startups brasileiras e construiu um portfólio de respeito. Nomes como Loggi, Creditas, QuintoAndar, Gympass, Buser, Olist, Vtex, MadeiraMadeira, Volanty e Banco Inter estão no portfólio.

Embora não tenha participado diretamente de todos os aportes, Maciel ajudou a desenhar a estratégia de um dos maiores investidores de tecnologia do País. Desde dezembro, porém, ele tenta alçar voo solo, encontrando oportunidades de investimento tecnológico onde os braços do SoftBank não alcançam.

Em parceria com Gregory Reider e Milena Oliveira ele fundou a Volpe Capital, que acaba de fechar a captação de seu primeiro fundo. Em pouco mais de dois meses, a nova gestora levantou um fundo de US$ 80 milhões e ainda espera outros US$ 20 milhões. A capacidade máxima do fundo será de US$ 150 milhões. Entre os investidores âncora estão o próprio SoftBank, o BTG e o Banco Inter. Os três fundadores também se comprometeram a aportar 10% do valor do fundo em seu primeiro fechamento.

Veja a matéria completa aqui.