10 de março de 2021

by Geraldo Samor e Pedro Arbex – Brazil Journal

Volpe já tem US$ 60 milhões para deals ‘no meio do caminho’

A Volpe Capital acaba de fazer o ‘first closing’ de seu primeiro fundo.

A gestora levantou US$ 60 milhões e já tem demanda para outros US$ 20 milhões praticamente garantida. O fundo tem um target de US$ 100 milhões e capacidade máxima de US$ 150 milhões.

A Volpe terá cinco temas principais que são: software as a service (SaaS), educação, fintechs, consumo e healthcare. Terá um portfólio mais concentrado que os VCs tradicionais: 10 a 15 investimentos com cheques de US$ 5-10 milhões.

Além de Maciel, os outros sócios da Volpe são Gregory Reider — que liderou os investimentos da Warburg Pincus na Petz (retorno de 10x) e na Sequoia (5,6x) e antes trabalhou no BR Partners e no Och-Ziff Capital Management — e Milena Oliveira, que assessorou o Softbank em diversas transações pelo Pinheiro Neto, onde também trabalhou na compra da Easynvest pelo Nubank e da SmartFit pelo Pátria.

Os três sócios estão se comprometendo em aportar 10% do fundo no first closing, uma participação rara entre fundos de VC.

No ano passado, quando ainda estava na Warburg, Gregory viu duas oportunidades de investimento que, por serem cheques pequenos, não passaram no filtro da gestora: a Enjoei e a GetNinjas.

Veja a matéria completa aqui.